top of page
  • Foto do escritorGrisea Biotecnologia

Economia azul: Entenda mais sobre

Você já ouviu falar sobre a Economia Azul? Trata-se de uma abordagem econômica que se concentra no desenvolvimento sustentável e na gestão consciente dos recursos marinhos e costeiros. Neste artigo, vamos explorar o que é a Economia Azul, sua importância no mundo atual, assim como para as futuras gerações.



Economia azul


O que é Economia Azul e por que é importante?


A Economia Azul reconhece os oceanos como uma fonte vital de recursos e oportunidades. Ela visa garantir a saúde dos ecossistemas marinhos e costeiros, promovendo práticas sustentáveis. Em um mundo onde os oceanos desempenham um papel crucial na produção de oxigênio e na absorção de dióxido de carbono, a Economia Azul torna-se essencial para garantir a qualidade de vida das atuais e futuras gerações.


Pesquisas apontam que 50% do oxigênio necessário para a nossa sobrevivência são gerados a partir do fitoplâncton e os oceanos absorvem 30% do CO2 mundial, tornando-se perceptível o quanto os mares são significativos na qualidade de vida.


Princípios fundamentais da Economia Azul

A Economia Azul se baseia em cinco princípios-chave, confira:


  1. Sustentabilidade: Utilizar os recursos marinhos de forma sustentável, garantindo que as atividades econômicas não comprometam a capacidade de regeneração dos ecossistemas.

  2. Responsabilidade: Promover a responsabilidade ambiental e social das entidades envolvidas nas atividades econômicas ligadas aos oceanos, incluindo governos, empresas e organizações.

  3. Inovação: Estimular o desenvolvimento de tecnologias inovadoras para o uso eficiente e consciente dos recursos oceânicos.

  4. Colaboração: Fomentar a cooperação entre diferentes setores, como governos, setor privado, ONGs e comunidades locais, para uma gestão coordenada dos recursos marinhos.

  5. Equidade: Garantir que os benefícios gerados pela Economia Azul sejam distribuídos de forma justa e equitativa.


Aplicando a Economia Azul na Prática: O Caso da Grisea


Um exemplo inspirador de como a Economia Azul está sendo aplicada na prática é a empresa Grisea. Localizada no Rio de Janeiro, a Grisea está liderando o caminho na inovação sustentável ao utilizar algas marinhas, como a Kappaphycus alvarezii, na produção de bioplásticos biodegradáveis.


Além de contribuir para a redução da poluição por plásticos, a Grisea também promove a conservação dos recursos marinhos e a inclusão econômica de comunidades costeiras produtoras de algas. Seguindo os princípios da economia circular, a empresa converte resíduos em materiais eficientes, promovendo um ciclo sustentável de produção e consumo.





Conclusão


A Economia Azul representa uma nova abordagem para o desenvolvimento econômico que reconhece o valor dos oceanos como fonte de vida e oportunidades. Ao adotar os princípios da Economia Azul, podemos não apenas garantir a prosperidade econômica, mas também proteger e restaurar os recursos marinhos para as gerações futuras. É hora de abraçar o potencial dos oceanos e trabalhar juntos para construir um futuro sustentável para o nosso planeta azul.


Quer saber mais sobre as nossas soluções?



Conteúdo e redação por:

Daiana dos Santos

Comentarios


bottom of page